• Fael Ferreira Borges

O script da Boca Rosa e a importância do valor da marca



Bia, executiva de uma grande empresa em São Paulo, acorda antes das 9h para iniciar sua quarta-feira. Pega uma xícara de café, dá um beijo no seu filho de nove meses e começa e se maquiar. Conversa com os colegas no trabalho, analisa planilhas, realiza leituras que a motivam e, ao final do dia, apaga a luz do escritório e vai pra casa. Essa bem que poderia ser a rotina da Bianca Andrade, a Boca Rosa, mas a diferença é que tudo isso está atrelado ao registro feito pelo celular e postado nas mídias com milhões de seguidoras/es.


O assunto da semana foi o compartilhamento feito pela empresária e influencer de uma foto no Instagram com o "script básico do dia a dia", uma lista de conteúdos bem específicos que devem aparecer nos seus stories. Questionada sobre o assunto, ela disse que:

E deu resultado. Em entrevista ao podcast Os Sócios ela revelou que só o Boca Rosa Beauty - marca de maquiagem - faturou R$120 milhões em 2020. A mulher está construindo um império e tem a sua imagem como alicerce.


Vamos entender dois conceitos básicos e de forma bem resumida antes de seguir. Marketing é, segundo Philip Kotler, "a ciência e a arte de explorar, criar e entregar valor para satisfazer as necessidades de um público-alvo com lucro". A construção de valor e a sua gerência ficam a cargo do Branding. Bianca salvou há 1 mês nos destaques uma série de vídeos onde diz que seu maior propósito na internet é fazer a diferença na vida de quem a acompanha e, pra isso, busca ser uma boa companhia e uma pessoa que agrega valor na vida de quem a segue. Logo após fez um resumo do seu conteúdo distribuído em 7 pontos (que podemos chamar de territórios criativos da marca) que vão totalmente ao encontro com o seu script e alvo das polêmicas. Afinal, é errado arquitetar o que uma marca vai publicar, mesmo sendo uma marca pessoal? Há espaço para uma comunicação orgânica no digital quando se tem um script a seguir?


Marca pessoal também tem valores. Ela tem linha editorial, se preocupa com as suas entregas e busca organizar seus pontos de contato. Sabe quando você segue alguém e ela diz que "por aqui eu posto x ou y coisas?", ou quando você já entende exatamente o que encontrará em determinado perfil? Pois é, tem script por ali. Pode não estar na tela de uma TV ou montado no Power Point, mas tem.


Toda marca precisa construir a sua base de personalidade, comunicação e experiência. Existem pessoas que se conscientizam disso, e alinham sua marca pessoal, e outras que não. Sabe quando você sabe exatamente qual linguagem aplicar no seu ambiente de trabalho? Branding acontecendo. Se você tem consciência de que precisa fortalecer as suas crenças pessoais numa entrevista de emprego para mostrar o quão alinhada está com os valores da corporação? Branding acontecendo também. Não pense que só quem utiliza as redes sociais é que está fazendo esse movimento! Tem branding em tudo o que somos, fazemos e verbalizamos.


Não estou aqui para discutir o formato apresentado pela equipe (utilizo outra didática com meus alunos na consultoria), mas é fato a necessidade de um norte na criação de conteúdo, principalmente quando temos produtos/serviços no mercado que estão conectados com a voz dessa marca principal. A maior dor de quem quer se comunicar na internet é saber o que, quando e como postar. E tem mais: esse direcionamento não precisa engessar a narrativa que você traz. Não é um robô quem vai gravar o vídeo ou compartilhar a informação nas redes. O seu olhar e o que te afeta terão papel fundamental no momento de criação e publicização.


Por fim, vamos olhar para a palavra valor e entender como ela se aplica a cada pessoa. O que tem relevância para mim pode não ter para você, e é nesse contexto que se constrói o mercado e a oferta. Lembra do Kotler que citamos anteriormente? Valor se cria para satisfazer necessidades. Pense nas marcas que você consome, nas pessoas que você segue nas redes. O que é interessante por ali que faz você permanecer?


A Boca Rosa entende o que faz sentido ao seu ecossistema e entrega esses pontos na comunicação e na experiência que produz. Tem estudo, entendimento estratégico e muita sensibilidade para se conectar com pessoas reais.

90 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo